quarta-feira, 5 de junho de 2013

E a Saga da Laje Continua...

Tivemos que dar uma pausa nos tijolos, para a continuação da montagem da laje.

Hoje Adriano veio para dar uma força na montagem do restante da laje (sala e cozinha da casa da Leila e do Júlio).

O dia foi duro, mas no final ficou assim..











Post: Dani

domingo, 2 de junho de 2013

Os primeiros tijolos - Parte II

A obra continua até no domingo!!
Não tem descanso, não!

Léo não perdeu o pique e continuou na colocação dos tijolos.










Está ficando bem bonitinho!!


Post: Dani

sábado, 1 de junho de 2013

Os primeiros tijolos - Parte I

Começamos o mês de junho muito bem!!

O Léo realmente se aventurou na colocação dos tijolos.

Começou assim ó..



Primeiro desenhamos onde seria a parede...



Depois marcamos com a linha..





Léo preparou a massa com carinho...












E o primeiro tijolo foi colocado!!!!




video

Tudo foi registrado em vídeo

video





video




E foi assim, os tijolos foram encaixadinhos e logo uma parede foi se formando...







video


Os tijolos nunca receberam tanto carinho!!!








video


Os Gêmeos aprovaram!!! rsrsrsrs







E para fechar um dia tão cansativo, fomos recompensados pela natureza.





Post: Dani

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Pausa... Para Pesquisa da Alvenaria - Parte 3

Agora a pesquisa que fizemos sobre os vão de portas e janelas.


Vão de porta


As paredes, conforme projeto e planta, deixarão espaços para as portas e janelas. Por certo, você iniciou as paredes em uma das quinas da casa, conforme sugerimos, mas chegará o momento de se preocupar com portas e janelas.
Você já terá decidido, antes de iniciar a construção, se usará portas e janelas de madeira ou de ferro. Na planta, estará especificado o vão necessário.
No caso de portas e janelas de ferro, estas terão extremidades apropriadas para fixação no tijolo, o que será feito após o erguimento de todas as paredes e colocação da laje ou telhado.
Porém, para janelas e portas de madeira você poderá deixar fixados os tacos de madeira para prendê-las. Os tacos são colocados durante o trabalho de levantar as paredes, já ficando por completo nas posições ideais. É muito importante prever estes detalhes, para evitar depois a quebra de tijolos e colocação de tacos que ficarão frouxos e imperfeitos.
A figura 17 é esclarecedora a esse respeito. Usualmente, as portas têm 2,10 m de altura, mas o vão a ser deixado, a partir do alicerce, é de 2,15 m, dando-se um desconto de 5 cms para o piso. A largura da porta pode variar nos cómodos internos, sendo que a da porta da frente normalmente é de 80 cms.
como fazer um vão para colocação de uma porta

Estes valores não são absolutos, dependem exclusivamente do tipo de porta que você escolheu, o que terá de ser feito antes mesmo de iniciar a construção! Como você pode ver, os tacos da porta, em número de 3 de cada lado, são divididos em distâncias regulares, a partir de uma altura de 40 cms. Os tacos podem ser comprados nas casas de construção e será ideal cravar alguns pregos em sua volta para que fiquem firme na parede.
Atenção
A massa de fixação dos tacos não deve ser a mesma usada para levantar as paredes; será mais forte, na proporção de l de cimento por 3 de areia lavada.
Não se esqueça que logo que as paredes atingirem a altura da porta será necessário uma viga protetora. A esse respeito consulte o tópico vão de janelas.

Para as janelas, que começam a 100 m de altura, e que têm, na média 1,50 m, use pelo menos dois tacos de cada lado. Embora não estejam mostra dos na figura, você irá dividi-lo para que fiquem a distâncias iguais.

Tão logo as paredes atinjam a altura das portas e janelas, será necessáría uma viga protetora, conforme mostra claramente a figura abaixo. Para esta viga, você usará ferros 3/16, fazendo a malha um pouco menor que a largura do tijolo, para que o concreto envolva completamente a ferragem. O concreto desta vigp será o mesmo dos alicerces e colunas.
modelo de um vão para colocação de janela
Este item não necessitaria de maiores esclarecimentos, pois a figura é elucidativa e você é capaz de ir em frente. Contudo, vale alertar para um pequeno detalhe: as diferenças entre os pisos dos vários cómodos.
Você sabe a altura da porta que vai usar; logicamente, dará um desconto de 5 cms para o piso. Porém, tal desconto poderá ser maior ou menor, em função do nível do piso em relação aos demais cómodos. O piso da cozinha, por exemplo, deve ser mais baixo que o dos quartos e da sala; o mesmo ocorre com o piso do banheiro.
Assim, fique atento para este detalhe e evite sérios problemas futuros com o nivelamento dos pisos de sua casa.

Atenção
Decida, antes de iniciar a construção, os tipos de por-tas e janelas que pretende usar, bem como os níveis dos vários pisos, para evitar remendos futuros, com a definição antecipada , sua obra será rápida e perfeita !





Post: Dani

Pausa... Para Pesquisa da Alvenaria - Parte 2

Continuação da pesquisa..


Vigas ou Colunas na construção


A cada 1,50 m de parede levantada, deve-se colocar os ferros das vigas ou colunas. O comprimento das ferragens deve ser tal que ultrapasse em 30 a 40 cms da laje a ser construída. Como você tem a planta com as dimensões da casa, nada mais fácil que fazer o cálculo. Estes ferros serão amarrados naqueles que você deixou na sapata, ultrapassando-a em 80 cms; após a confecção dos alicerces, eles continuaram com mais de 50 cms para cima (menos os 30 cms dos alicerces). Em caso de dúvida, reveja o tópico alicerces.
A ferragem deve ser bem amarrada com arame cozido, observando-se um intervalo de 20 em 20 cms para os estribos. Como estamos construindo uma casa simples, que terá no máximo mais um pavimento, você usará ferros 3/16", tanto na vertical como nos estribos. Normalmente, a medida da ferragem das vias é a mesma utilizada nos alicerces.
A figura 14 mostra o detalhe da ferragem entre duas partes das paredes.
ferros da viga colocados entre tijolos
A largura da malha deve ser tal que permita à sua volta uma camada de concreto de pelo menos 3 cms. Por exemplo, se utilizar tijolo em pé, de 30 cms de comprimento por 12 cms de largura, terá de fazer a malha com 24 x 6 cms. Se utilizar tijolo deitado, com as dimensões de 20 x 30 cms, a malha será de 14 x 24 cms. As madeiras serão colocadas conforme mostra a figura 15.
modelo de forma para construção de uma viga

A decisão de usar tijolo em pé ou deitado precisa ser tomada antes do início da construção.
O concreto deve ser despejado no interior da coluna e socado para não deixar falhas. Em grandes obras, são utilizados vibradores elétricos, mas você pode usar um cano de ferro maciço ou uma madeira pesada. O importante é socar o concreto a cada 30 cms de altura.
Aparentemente, despejar o concreto dentro das colunas não é nenhum problema. Porém, não se deve despejá-lo a partir de uma grande altura. O concreto é composto de cimento, areia e pedra, na proporção 1:3:3; coloca-se água até obter uma mistura ideal. Se você despejar o concreto a partir de uma grande altura, as pedras cairão em primeiro lugar, já que são mais pesadas, A nata de cimento irá por cima, de forma que as pedras não terão liga.
Outro problema é evitar o desperdício. Normalmente, em colunas estreitas, mesmo quando se usa uma lata, o concreto tende a escapar, perdendo-se por fora. Você pode evitar isso. A figura 16 mostra um aparelho simples, feito de madeira, que você pode confeccionar na obra. Ele fica apoiado sobre a parede, voltado para dentro da coluna. Ao ser despejado, o concreto escorrega de imediato para a coluna, sem o menor desperdício, tornando seu trabalho mais fácil.
prancha para colocação de concreto na viga
A madeira no seu interior é inclinada, de sorte que o concreto desliza com rapidez para o interior da coluna.
modelo de forma para concreto




Post: Dani

Pausa... Para Pesquisa da Alvenaria - Parte 1

No post anterior, falei das pesquisas que havíamos feito para o levantamento das paredes. Então resolvi publicar aqui, apenas uma das pesquisas.


As paredes em uma construção


Recapitulando, sua casa está com as fundações prontas; as sapatas foram construídas; ao longo de toda a casa, os alicerces já foram concluídos. Conforme mostra a figura 12, ficaram os ferros para as colunas, sobressaindo-se 50 cms acima dos alicerces. Você não esqueceu das passagens dos tubos do esgoto.
Você vai colocar o primeiro tijolo. Tijolo em pé ou tijolo deitado? 
Esta coluna tem de ser feita antes de você iniciar a sua construção, pois colunas e alicerces precisarão possuir medidas idênticas.
como colocar os tijolos para construir uma parede
Importante
A decisão de usar tijolo deitado ou em pê deve ser tomada na planta, pois vai influenciar todas as medidas da casa.
O correto seria usar tijolo deitado nas paredes externas e tijolo em pé nas paredes internas. Você terá que decidir.
Tendo usado o método do nível de tubo para nivelar o concreto do alicerce, você não terá problemas para assentar os tijolos usando apenas o prumo. Apronte a massa: cimento e areia de emboço ou terra preta no traço 1:6. Faça somente uma quantidade para um dia de trabalho ou se arriscará a perder material.
Veja a figura 12. Você colocará o tijolo a pelo menos 10 cms do ferro da coluna. Este cuidado é necessário para que o concreto da coluna envolva a ferragem por completo, aderindo também ao tijolo para proporcionar firmeza às paredes. Assente o tijolo com uma forte pressão; a massa comprimida deverá ficar em torno de 2 cms de largura. Retire o excesso.
Você vai levantar uma fiada de tijolos em cada canto, para que possam servir de guia. É claro que você já sabe, mas vamos repetir que os tijolos são colocados desencontrados; nunca deixe de colocar uma camada de massa na cabeça do tijolo. Ao levantar estas fiadas-mestras, use constantemente o prumo para certificar-se de que a parede está subindo nivelada.
Depois, estenda uma linha de uma fiada a outra; assim, terá facilidade para completar o meio da parede, mudando a Unha toda vez que subir mais uma carreira de tijolos. Não esqueça de que os tijolos devem ficar a pelo menos 10 cms das ferragens (mesmo que você para isso tenha de usar metade de um tijolo).
Como você observou, estamos tratando de uma construção típica, na qual você construiu uma coluna em cada quina. As paredes serão construídas até a altura de l ,50 m, quando então se tornará necessário preencher as colunas com conc reto, conforme tratado no próximo tópico, vigas/ colunas.


Um cuidado especial ao se levantar as paredes é com os vão de portas e janelas. À medida que as paredes forem subindo, devem-se deixar os tacos de assento das portas e janelas, quando estas forem de madeiras.
A figura abaixo mostra o detalhe da deixada do taco para a fixação de uma porta. Sobre o assunto, leia com atenção o tópico vão de portas/ janelas para não cometer enganos.
Ainda com relação às paredes, podemos dizer o seguinte: seria conveniente que todas as paredes ao redor da casa fossem feitas com tijolos deitados. Isto daria maior firmeza a toda a construção, favorecendo-a em caso de acréscimo de novos andares.
colocação de um taco na parede para colocação de uma porta
Contudo, este é um detalhe a considerar ainda na planta, visto que implicará na largura das colunas e dos alicerces. Então, os ferros terão que ser dispostos em malhas com dimensões inferiores, para permitir uma camada de concreto à sua volta. A camada de concreto terá pelo menos 3 cms sobre os ferros. A esse respeito, o tópico vigas/ colunas dará maiores detalhes.
os diferentes tipos de tijolos



quinta-feira, 30 de maio de 2013

Alvenaria da Casa da Dani e do Leo

Oi amigos!!

Depois de diversos cálculos matemáticos, vimos que o orçamento anda baixo... droga!

Então, tivemos uma ideia brilhante!!







Aapós incansáveis pesquisas...










Vimos que podemos levantar as paredes!!!! 
Porque não??? 




Vamos tentar??


Enquanto o restante da laje é montado, concretado e seco, vamos tentar levantar as paredes!!



Post: Dani

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Pausa... Para dicas sobre bancadas de cozinha

O que é "bancada de cozinha"?

Bancada de cozinha é o espaço de preparo dos alimentos, o qual serve de apoio aos utensílios utilizados: tigelas, talheres, panelas, ... Pode ser uma bancada mais baixa, onde está a pia ou maisalta, onde se podem realizar lanches rápidos.
 
Exemplos de bancadas de cozinha. Veja mais fotos: Futura Cucine


Qual a altura ideal para uma bancada?

A altura dependerá do uso (finalidade da bancada) e da altura de quem a utiliza:
  • Bancada da pia: sua altura deve ficar entre 86 e 93cm, dependendo da altura de quem utiliza este espaço;
  • Bancada de lanches: deve ter até 110cm de altura.
 
 
 Pode-se observar a bancada de lanches no primeiro plano e depois a bancada da pia com cuba e fogão embutidos. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

Detalhes de Acabamento

Alguns detalhes tornam a bancada bela e funcional:
  • Rodapia: a bancada, no encontro com a parede, recebe o frontão, espelho ou também chamado “rodapia”, o qual impede que líquidos infiltrem por trás da bancada. Costuma medir entre 5 e 10cm de altura. Uma tendência atual são medidas maiores como 15 ou 18cm;
 
Exemplo de rodapia alto com aprox.25cm. Veja mais fotos: Cozinha Basques
  • Borda: poderá receber vários tipos de acabamento: reta, boleado simples, boleado duplo,... O importante é que ultrapasse um pouco a linha dos móveis para que a água, caso escorra, pingue sem danificá-los. Uma dica é fazer um friso na parte inferior como pingadeira. (Para conhecer alguns tipos de acabamentos de borda, visite o artigo Granito e confira os desenhos apresentados).
 
   
Imagem ilustrando bancada, apoiada sobre móveis, com friso | Em laranja o rodapia e em lilás a borda com acabamento meio boleado duplo e friso inferior. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

  • Área molhada: espaço próximo da pia delimitado pela guarnição. É nele que normalmente apoiamos a louça que será lavada;
  • Guarnição: é um arremate criado nas bordas das pias, nas áreas molhadas, impedindo o escoamento da água. Geralmente possui 2cm de profundidade;
     
Área marcada ao redor da pia: área molhada. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

Utensílios que podem ser Instalados na Bancada

Existem vários equipamentos que podem ser instalados, recortando a bancada e permitindo que fiquem embutidos:
  • Cubas - Há vários modelos de cubas disponíveis. A escolha dependerá do seu uso e do espaço disponível. Compare: preços e modelos de cubas - Buscapé;
 
       
 
         
        
 
  • Lixeiras de Embutir - Podem ser instaladas na bancada, trazendo ordem, sofisticação e requinte para a decoração. Seu uso é prático e fácil. Conheça e compare modelos: lixeiras de embutir - Buscapé;
 
   
 
  • Escorredores e Tábuas de corte - Muitas cubas possuem acessórios que facilitam o dia-a-dia. Veja abaixo dois exemplos:
     
Exemplo de cuba com tábua de corte / Cuba com cooktop embutido. Veja modelos e preços de acessórios para bancada de cozinha - Buscapé.

Características a Valorizar em uma bancada

Para que a bancada seja funcional, ela deverá ter:
  • Fácil limpeza, evitando proliferação de bactérias e fungos;
  • Durabilidade;
  • Baixa porosidade, evitando infiltrações, manchas e sujeiras;
  • Praticidade no manuseio dos alimentos e utensílios;
  • Beleza e design

Escolhendo o material da bancada

Quando for escolher o material da bancada deve-se pensar quais serão os usos e necessidades exigidos desta. Como você utiliza sua cozinha? Qual a sensação quer que ela transmita?
Segue abaixo uma breve descrição sobre os materiais, para que possa conhecê-los melhor e optar pelo que responde às suas necessidades técnicas, funcionais e estéticas:
 
  • Granito
O granito é uma pedra natural e possui diversas cores (mas não possui uma tonalidade homogênea, já que apresenta pontos pretos em sua composição). Exige cuidados, pois pode manchar com ácidos, água sanitária, produtos oleosos e corrosivos. É necessário usar produtos impermeabilizantes para evitar manchas. É uma ótima opção considerando qualidade e custo. Ácido muriático pode tornar o granito mais poroso e até mesmo reagir e criar ferrugem. Em linhas gerais é ótimo por sua resistência. Saiba mais: Bancadas de Cozinha em Granito
 
  • Superfície de quartzo
Por possuir elevada resistência a impactos e riscos e por ser impermeável é uma ótima solução para tampos que não receberão objetos quentes, como bancadas de lanches. Sua variedade de cores e facilidade de manuseio permite liberdade de projeto e criação de soluções originais.Perde o brilho se entrar em contato com produtos de Ph maior do que 10 e pode ser danificado se for apoiado sobre ele objetos quentes. Saiba mais sobre este material: Superfície de Quartzo
 
 
Bancada de Cozinha revestida com superfície de quartzo. Veja mais fotos: Cozinha Basques
 
  • Mármore
Não é indicado por manchar facilmente (exemplo: vinho e limão), devido à sua alta porosidade, e por possuir alto custo. Saiba mais sobre este material: Mármore
 
  • Aço Inox
Transmite a sensação de modernidade e possui baixa porosidade. Possui grande resistência à oxidação. Risca facilmente e exige limpeza constante (a água possui cloro e ao ficar sobre a superfície por algum tempo pode marcá-la). Batidas podem marcá-lo e produtos alcalinos podem tirar seu brilho. Deve ser limpo no sentido do escovamento do metal. Permite apoiar panelas quentes.
 
 
Bancada de aço inox. Veja mais fotos: Bancadas de Cozinha Futura
 
  • Superfície sólida de acrílico
Possui alta resistência, não manchando. É impermeável e permite ótima limpeza. Possui garantia de alguns anos, mas seu preço é elevado. Danos provocados à superfície podem ser facilmente reparados, sem ter de trocar toda a bancada. Não permite apoiar panelas quentessobre sua superfície, pois poderá ser danificado. Deve-se usar uma tábua de cortes e não se deve utilizar sua superfície para esta tarefa.
 
  • Madeira
Exige aplicação de impermeabilizantes e suja facilmente, sendo difícil sua limpeza.
 
Exemplo de bancada de madeira. Veja mais fotos: Cozinhas Integradas HouseToHome
 
  • Laminados
É composto por duas ou mais camadas, recebendo um desenho sobre o plástico imitando a pedra natural ou a superfície de acrílico. Sua durabilidade é baixa e sua estética deixa a desejar. No entanto, é o produto de menor custo do mercado.
 
  • Superfície Cristalizada de Vidro
Por ser composto por vidro, possui baixa porosidade, não mancha e possui fácil limpeza. Tem brilho e é de baixo custo de manutenção. É resistente a ácidos e alcalinos. É mais duro que o granito e resiste ao calor.
 
  • Porcelanato
Uma opção é a bancada de porcelanato que possui baixa porosidade, facilitando a limpeza. Sua aparência é moderna e de fácil manutenção. Cerâmicas com permeabilidade inferior ao porcelanato já são um empecilho por favorecerem a infiltração e o acúmulo de sujeiras. Quer saber tudo sobre bancadas de porcelanato? Leia: Acabamentos e Bancadas em Porcelanato
 
Exemplo de bancada de porcelanato. Fonte: Di Pietra Porcelanatos. Veja mais fotos: Bancadas em Porcelanato para Banheiros

Galeria de Imagens

Selecionamos 3 imagens para inspirar sua decoração. Em cada uma você encontrará um link para a postagem correspondente que possui mais fotos. Confira!
 
Cozinha com bancada preta e móveis de madeira clara. Projeto: Santos e Santos Arquitetura. Veja mais fotos: Bancadas Pretas
 
Cozinha com bancada vermelha. Projeto: Futura Cucine. Veja mais fotos: Cozinhas com detalhes em Vermelho
 
Cozinha com bancada alta. Projeto: Designers Magda Curi e Paula Motta, com assessoria da Elvira Santana. Veja mais fotos: Pequenas Cozinhas

Ideias para sua Decoração

Reunimos alguns acessórios que complementam sua decoração:
 
Banquetas - para bancadas altas


Cadeiras - para bancadas baixas
 

 
Lustres e Pendentes - para dar destaque à sua bancada
 


Coifas de Ilha
 



Post: Léo